Ads Top

Plantio de eucalipto no Brasil: Mitos e verdades

Livreto da Confederação de Agricultura e Pecuária Brasileira do Brasil (CNA) mostra as verdades e mentiras sobre o Eucalipto

   Os plantios de eucalipto no Brasil estão em franca expansão e o mercado para a produção florestal é cada vez mais promissor. Com políticas e incentivos governamentais adequados, o País poderá inclusive dobrar sua área de florestas plantadas, dos atuais sete milhões de hectares para cerca de 15 a 16 milhões, em 10 anos. Como consequência, estima-se que os produtos de origem florestal também tripliquem a sua contribuição para a nossa pauta de exportações, saltando dos atuais US$ 7 bilhões, que representam 3,2% do comércio mundial, para algo em torno de US$ 20 a 25 bilhões, aproximadamente 10% do comércio mundial atual.
   Embora alguns setores da sociedade ainda acreditem que o eucalipto possa causar eventuais efeitos negativos sobre a biodiversidade, a verdade é que este cultivo surge como uma real alternativa de preservação da natureza, pois diminui o impacto sobre as florestas nativas. Além do mais, estes ecossistemas também desempenham inúmeras funções ambientais, como redução da erosão, aumento da infiltração das águas da chuva, mitigação do clima e produção de biomassa, entre outras. Atualmente, não há mais espaços no mercado para segmentos produtivos que não conciliem a atividade econômica com a preservação do meio ambiente. 
  Neste contexto, o cultivo do eucalipto se apresenta como um plantio florestal sustentável, capaz de cumprir estas novas premissas ambientais. Assim, produzir eucalipto é uma opção de atividade rentável para todos os produtores rurais, independente do seu tamanho. Com o objetivo de apresentar as principais características do cultivo da espécie, a Comissão Nacional de Silvicultura e Agrossilvicultura da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) elaborou esta cartilha, que trata, de forma simples e direta, de alguns mitos que ainda persistem, embora há muito se saiba que esses plantios não prejudicam o meio ambiente, nem causam impactos negativos aos solos, aos rios ou à biodiversidade. Também apresentam o sistema agroflorestal, uma das formas de cultivo do eucalipto que oferece a possibilidade de aliar a diversidade de produção com o melhoramento da renda, voltado especialmente ao pequeno produtor rural. Queremos que você, produtor, saiba um pouco mais sobre este sistema, que favorece a preservação do solo e, ao mesmo tempo, proporciona as necessárias condições para se tornar menos vulnerável e mais independente das variações do mercado. 



BAIXE A CARTILHA AQUI

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.