Novas tecnologias aplicadas ao monitoramento florestal





 FIQUE ATUALIZADO COM NOTÍCIAS DAS NOVAS TECNOLOGIAS NO SETOR FLORESTAL

Clique na imagem para ser redirecionado(a) a notícia

http://www.centralflorestal.com.br/2018/10/a-revolucao-tecnologica-do-setor.html


É evidente que as tecnologias de produção, manejo e planejamento florestal, já fazem parte do dia-a-dia dos gestores florestais. Os processos produtivos atuais e sua operacionalização são realizados de maneira demasiado diferentes quando comparadas às práticas de algumas décadas atrás. 

O avanço do setor florestal deve-se, além das investigações científicas, a chegada das tecnologias ao segmento, dentre elas incluem-se os diversos tipos de sensoresimagens aéreas (drons)GPS.... CONTINUE LENDO, CLIQUE AQUI

................

http://www.centralflorestal.com.br/2018/10/porque-falamos-tao-pouco-sobre-as.html



A ocorrência de incêndios florestais é motivo de preocupação dos manejadores florestais e tomadores de decisão, dentre os vários procedimentos utilizados para redução das causas dos incêndios, a vigilância ou a fiscalização é imprescindível em qualquer planejamento de proteção florestal, para isso as torres de monitoramento podem ser imprescindíveis. Por ser temática pouco abordada no setor e de tal forma na academia, é que a Central Florestal elaborou essa revisão, a mostrar a evolução das torres desde seus primeiros usos, até a atualidade, com câmeras e sensores acoplados para detecções de alta precisão..... CONTINUE LENDO, CLIQUE AQUI


................
http://www.centralflorestal.com.br/2018/11/como-reduzir-os-riscos-de-incendios-em.html


O Brasil é um dos principais produtores de celulose, papel e painéis de madeira do mundo, com toda sua matéria prima oriunda das florestas plantadas. Tais florestas, exercem papel relevante nos aspectos econômicos, sociais e ambientais, por que contribui com a balança comercial brasileira, gera emprego e renda em todas as regiões do Brasil e, ainda proporciona a preservação e conservação ambiental, uma vez que as florestas plantadas minimizam a supressão de florestas nativas...CONTINUE LENDO, CLIQUE AQUI

................

http://www.centralflorestal.com.br/2018/11/a-inteligencia-artificial-no.html


A Inteligência artificial (I.A) é um ramo da ciência informática que visa criar máquinas inteligentes. Tornou-se nos últimos anos uma parte essencial do setor de tecnologia. A pesquisa associada à inteligência artificial é altamente técnica e especializada.

Inclui a programação de computadores para determinados traços, tais como conhecimento, raciocínio, solução de problemas, percepção, aprendizagem, planejamento, capacidade de manipular e mover objetos...CONTINUE LENDO, CLIQUE AQUI

................




Os incêndios florestais são muito comuns no Brasil e em várias partes do mundo, por este motivo determinados equipamentos e transportes de combate a incêndios, são essenciais.  São muitas as causas que provocam os incêndios florestais, entre elas estão, as ações humanas e causas naturais.

São muitos os equipamentos de combate a incêndios florestais no mercado para comercialização, todos eles têm uma função importante e devem ser manuseados apenas por profissionais que entendam como utilizar, bem como é fundamental que a gestão da equipe de combate seja gerida por um profissional da engenharia florestal, ou especialista bombeiro qualificado...CONTINUE LENDO, CLIQUE AQUI

................

 

A origem das “brigadas” é mais antiga do que parece, já no começo da civilização, a partir da descoberta do fogo, foi necessário buscar caminhos para dominar o elemento fogo. Entre os persas e os romanos, por exemplo, havia uma preocupação constante em evitar incêndios de grandes proporções.

No século XVI, após grandes capitais europeias sofrerem com incêndios diversos, aumentou a atividade de proteção nesse sentido. Foi nessa época em que surgiu o conceito incipiente do Corpo de Bombeiros... CONTINUE LENDO, CLIQUE AQUI

................


Comumente, nos deparamos com muitos termos utilizados por diferentes profissionais, desde do médico a falar com seu paciente de modo a detectar sintomas de alguma possível patologia, mas também aos profissionais da ciência agrária, tal como um engenheiro florestal, a tentar por exemplo solucionar problemas para otimização ou planejamento da floresta.
       Por mais que não observemos muita similaridade entre os cenários, esses dois possuem algo em comum: a sua finalidade. Isso mesmo, os termos técnicos foram usados para descrever e definir uma situação específica pertinente a cada campo do profissional... CONTINUE LENDO, CLIQUE AQUI

................
 
 


As empresas do segmento florestal buscam a obtenção do maior retorno econômico possível com geração de produtos advindos de seus plantios, demandando-se sempre de um planejamento coerente, de modo a visar à obtenção de múltiplos produtos e disponibiliza-los ao mercado e, também, à maximização dos lucros envolvidos.
O Planejamento Florestal Otimizado estratégico ou de longo prazo, são termos cada vez mais utilizados e aplicados nas empresas no Brasil, que incorporam o conceito por meio do uso, por exemplo, de softwares específicos na tomada de decisões. Aos poucos, soluções manuais de planejamento cedem seu lugar a tecnologias e softwares de inteligência computacional, baseando-se em ferramentas como a Programação Linear, Programação Dinâmica, Redes Neurais Artificiais, Algoritmos Genéticos, dentre outros termos. Termos estes, cada vez mais abordado nos cursos de Pesquisa Operacional e Programação Computacional, nas principais universidades do país... CONTINUE LENDO, CLIQUE AQUI





...novas matérias em breve

...





Post a Comment