Quatro diretores, das principais empresas florestais do Brasil, debaterão o tema ao vivo na próxima quinta-feira (23)
(Foto: Reprodução / Patrick Queiroz)






A madeira de eucalipto é matéria-prima para uma variada linha de produtos. Papel e embalagens estão presentes todos os dias na nossa vida. Outro ponto positivo da madeira de eucalipto está no seu uso como combustível renovável, já que o cavaco é muito eficaz na geração de energia térmica e na secagem de grãos. A indústria siderúrgica utiliza em larga escala a madeira de eucalipto no processo de fabricação de ferro e aço. O eucalipto ainda está presente na construção civil e na produção de móveis, como por exemplo na produção de painéis reconstituídos. Com o avanço de pesquisas científicas, está sendo possível desenvolver novos materiais com a celulose da madeira de eucalipto, através da nanotecnologia.

Uma das grandes vantagens desta matéria-prima está na sustentabilidade, pois é um material renovável, com origem em florestas plantadas.

De acordo com a Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), entidade que representa o setor de florestas plantadas no Brasil, o nosso país é um dos maiores produtores de madeira de eucalipto do mundo. Em 2018, a produtividade média registrada foi de 36 metros cúbicos por hectare/ano.

Vários são os motivos desta alta produtividade: condições de solo e clima, melhoramento genético, alto nível profissional das empresas de silvicultura estão entre os principais. 

Café com a Diretoria

Na próxima quinta-feira (23), a produtividade das florestas de eucalipto do Brasil será tema de um debate organizado pela Malinovski. Dentro do projeto Malinovski Talks, que entrevista personalidades do setor florestal e da indústria da madeira, o CEO da empresa, Ricardo Malinovski receberá quatro dos principais diretores florestais do Brasil. O Café com a Diretoria acontecerá dentro do canal da Malinovski no YouTube (Malinovski Oficial), das 14h às 16h. Estão confirmados: Alexandre Chueri Neto, diretor executivo florestal da Suzano; Germano Vieira, diretor florestal da Eldorado Brasil; José Totti, diretor florestal da Klabin; e Júlio Ribeiro, diretor industrial e técnico da Cenibra.

>> Perguntas podem ser enviadas antecipadamente para o e-mail info@malinovski.com.br, ou por WhatsApp: (41) 99924-3993.

Conheça os palestrantes

Alexandre Chueri
É diretor executivo florestal da Suzano, posição que ocupa desde julho de 2013. Iniciou sua carreira como consultor associado à Ideadeco Ltda., onde atuou nas áreas de irrigação e agroindústria. Em seguida ingressou na Construtora Norberto Odebrecht S.A., no cargo de gerente de obras agrícolas e agroindustriais. Também foi diretor superintendente da Ciplan - Cimento Planalto S.A. Chueri é formado em Engenharia Agronômica e Engenharia Florestal pela ESALQ/USP. Possui mestrado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), curso concluído na Stockholm School of Economics, na Suécia.
---

Germano Vieira

Graduado em Engenharia Florestal pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, com pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho pela PUC/ICMG - Instituto Católico de Minas Gerais e MBA Executivo pela Fundação Getúlio Vargas. Possui mais de 30 anos de experiência como gestor de grandes projetos na área florestal em empresas como CAF Santa Bárbara Ltda, Celulose Nipo-brasileira S.A. – CENIBRA e MASISA do Brasil. Atuou como presidente na AMS (Associação Mineira de Silvicultura), e como presidente na SIF (Sociedade de Investigação Florestal). Atualmente ocupa cargo de diretor florestal na Eldorado Brasil Celulose S.A.
---

José Totti
Possui vasta experiência no setor florestal, atuando em diversas oportunidades como representante de produtores e empresas da categoria. Participou da criação da Associação Brasileira de Produtores de Florestas Plantadas e da Associação Baiana de Florestas Plantadas, da qual foi vice-presidente. Também liderou as associações gaúchas de Engenheiros Florestais e de Empresas Florestais. Foi membro do Conselho Brasileiro de Manejo Florestal (FSC Brasil). Atualmente é vice-presidente da Associação Paranaense de Empresas de Base Florestal. Em sua primeira passagem pela Klabin, atuou nas unidades Guaíba (RS) e Camaçari (BA). Ainda na cidade baiana, trabalhou como diretor florestal na Bahia Pulp. De volta à Klabin em 2005, assumiu o posto de diretor florestal em 2008. É formado em Engenharia Florestal pela Universidade Federal de Santa Maria (RS) e pós-graduado em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas.
---

Júlio Ribeiro
É engenheiro mecânico (UFMG), com MBA em Gestão Empresarial (USP) e mestrado em Tecnologia de Celulose e Papel (UFV). Iniciou a carreira profissional na CENIBRA – Celulose Nipo-Brasileira S/A – em 1993 na função de engenheiro trainee. Desde então foram 27 anos de trabalho em diversas áreas e projetos, culminando com a indicação ao cargo de diretor industrial e florestal em maio de 2018. Atua diretamente, desde as etapas de viveiro e planejamento florestal, até a entrega do produto acabado para expedição.

Por | Davi Etelvino - Assessoria de Imprensa Malinovisk

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem