Ads Top

Agronegócio: Piauí terá agência de desenvolvimento do MATOPIBA

Agência de desenvolvimento vai gerenciar o território em quatro estados. Área é considerada a última fronteira agrícola em expansão no mundo.

Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia formam MATOPIBA
O Governo Federal formaliza nesta quarta-feira (6) a criação de um novo território de desenvolvimento. Trata-se do Matopiba, nome formado pelas iniciais dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. O território terá uma agência exclusiva para impulsionar o desenvolvimento. Ao todo, 31 municípios do Piauí estão inseridos no novo território.  Segundo o secretário Desenvolvimento Rural do Piauí, Francisco Limma, a área total possui cerca de oito milhões de hectares.
"Essa agência que está sendo criada hoje através de decreto da presidenta Dilma é importante porque vai cuidar do desenvolvimento dessa nova região", destacou o secretário.
De acordo com ele, a agência vai pensar a parte do desenvolvimento econômico do novo território, principalmente com relação a política agrícola na região, considerada a última fronteira agrícola em expansão no mundo.
“Ela vai planejar e executar as ações, além de atrair os investimentos, cuidando das pessoas, do meio ambiente e da parte da infraestrutura”, falou Francisco Limma.
Em cada estado haverá um escritório da agência. No Piauí, a sede ficará na cidade de Bom Jesus, Sul do estado. O governador Wellington Dias estará presente na solenidade de lançamento do Matopiba em Brasília.
O governador Wellington Dias (PT) disse que a criação do Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia), lançado pela presidente Dilma Rousseff, em solenidade do Palácio do Planalto, para o desenvolvimento agrícola dos quatro Estados, tem a mesma importância que a criação da Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba).
Dias participou do lançamento do Plano de Defesa Agropecuária feito pela presidente Dilma Rousseff na quarta-feira no Palácio do Planalto.
Ele afirmou que o Matopiba vai trazer para a região singular desenvolvimento para a região.
O secretário estadual de Desenvolvimento Rural, Francisco Limma, também participou da reunião. Ele informou que a Escritório do Matopiba no Piauí ficará no município de Bom Jesus, na região dos Cerrados, no sul do Estado.
Wellington Dias declarou que por causa dos investimentos no agronegócio e na agricultura, a produção agrícola do Piauí vai aumentar em até 40% por causa do Matopiba.
MATOPIBA TEM PRODUÇÃO DE 201,5 MILHÕES DE TONELADAS DE GRÃOS E PIAUÍ TEM PARTICIPAÇÃO DE 11%
A presidenta Dilma Roussef assinou o decreto que cria a Agência de Desenvolvimento do Matopiba, durante o lançamento do Plano Nacional de Defesa Agropecuária, no Palácio do Planalto.
A agência de desenvolvimento do Matopiba deverá promover a inovação, pesquisa, agricultura de precisão e assistência técnica aos produtores rurais da região. A região do Matopiba abrange os Estados do Maranhão (33%), Tocantins (38%), Piauí (11% ) e Bahia (18%). Ao todo, 31 municípios do Piauí estão inseridos no novo território.
A senadora Regina Sousa (PT) participou do lançamento do Plano Nacional de Defesa Agropecuária e elogiou as medidas. Ela lembrou que o governador Wellington Dias foi um dos importantes articuladores da agência que vai cuidar do desenvolvimento da região do Matopiba.
O governador do Piauí também participou da cerimônia no Palácio do Planalto, ao lado da senadora Regina e da vice-governadora Margarete Coelho (PP).“Temos que lembrar que essa área do Matopiba é a última fronteira agrícola em expansão do mundo. A Agência criada ficará responsável por planejar e executar as ações de investimento, cuidando do meio ambiente, da população e da infraestrutura necessária para o desenvolvimento da região”, destacou a senadora Regina Sousa.A área do Matopiba é responsável por 9,7% da produção de 201,5 milhões de toneladas de grãos prevista para o país na safra 2014/2015.
Uma área plantada de 7,6 milhões de hectares que produzirão 19,5 milhões de toneladas. É considerada a mais nova fronteira agrícola do país (última fronteira agrícola do planeta) e cobre 337 municípios.Na região, segundo o IBGE, existem 324.326 estabelecimentos agrícolas. A área tem um Produto Interno Bruto estimado, com base nos dados do IBGE/2010, em R$ 53,4 bilhões.
A ministra da Agricultura, Kátia Abreu, explicou que o Plano Nacional de Defesa Agropecuária tem como objetivo modernizar o marco regulatório para o campo e avançar nas ações de prevenção e respostas aos riscos nas lavouras e rebanhos do País.Em sua fala, a presidenta Dilma reforçou o compromisso do seu governo com a simplificação de regras e a desburocratização de processos no setor agropecuário. De acordo com Dilma, as medidas anunciadas hoje, como a atualização do Regulamento da Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal (Riispoa) e do Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-POA), vão beneficiar o agronegócio, mas principalmente os pequenos agricultores, com a melhoria de renda desses produtores.
“O Plano Nacional vai permitir que possamos atender as demandas de consumidores cada vez mais exigentes e conscientes da importância do acesso a alimentos seguros. Além de capacitar o Brasil, ainda mais, para superar as barreiras sanitárias que ganham cada vez mais relevo no mercado internacional”, destacou a presidenta Dilma Rousseff.
*Com informações do G1 e Portal Meio Norte


2 comentários:

  1. Eu jurava que o nome era MAPITOBA, mas tá valendo, o mais importante é que agora teremos o tão desejado desenvolvimento da região. Que venha muito sucesso e principalmente para o Piauí.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.