Ads Top

Conheça as grandiosas dimensões dos Baobás (Adosania spp.)

Exemplar com tronco de grandiosa dimensão
Os baobás são nativos de Madagascar, das savanas da África, da Índia e da Austrália, e se espalham principalmente na linha do Equador. Essas árvores podem viver durante milhares de anos e, se você observá-las com atenção, vai perceber que elas parecem ter sido plantadas de cabeça para baixo. Isso se deve à aparência de seus galhos, que lembram raízes e normalmente permanecem sem folhas durante nove meses do ano.
Tronco espantoso
A característica que mais se destaca nos baobás são seus troncos extraordinários, que podem chegar a medir mais de 20 metros de diâmetro! E essas estruturas não são enormes assim por acaso: durante os meses de chuva, a água fica armazenada no interior do tronco — que é oco e resistente ao fogo — para enfrentar os meses de seca que se seguem, e existem registros de baobás que chegaram a guardar até 100 mil litros do líquido.
Aliás, graças a essas peculiaridades dos troncos, não é raro que pessoas se instalem em seu interior, e muitos inclusive são usados como bares, santuários, ponto de ônibus e até como cadeia. Mas, além de oferecer abrigo e servir de reservatório de água, tudo nos baobás pode ser aproveitado. A casca da árvore, por exemplo, é utilizada na fabricação de tecidos e corda, e as folhas têm propriedades medicinais e são usadas como condimento.
Mil utilidades
Os baobás também produzem frutos — a mukua —, que se parecem com grandes cocos verdes com sementes em seu interior. Esse “miolo” é seco e coberto com uma espécie de pó com sabor agridoce, e essa substância é incrivelmente nutritiva. Análises revelaram que o pó contém 5 vezes mais potássio do que as bananas, 3 vezes mais cálcio do que o leite, seis vezes mais vitamina C do que as laranjas e três vezes mais antioxidantes do que os mirtilos.
Das sementes é possível extrair um óleo rico em vitaminas A e F, além de ômega 3, 6 e 9, provando ser muito benéfico para a pele, sendo inclusive utilizado no tratamento de várias afecções cutâneas, como a psoríase e o eczema. As folhas, por sua vez, são ricas em betacaroteno, que é transformado pelo organismo em vitamina A, e um pó obtido a partir delas é usado para tratar a asma, diarreia, anemia e reumatismo.
Baobá em savana africana
Outros produtos obtidos a partir do baobá também são usados no tratamento da febre, malária, sarampo, catapora e problemas digestivos. Aqui no Brasil existem alguns exemplares dessa árvore sensacional, e um deles, localizado na Vila de Nossa Senhora do Ó, em Pernambuco, tem 350 anos de idade e conta com um tronco de mais de 15 metros de diâmetro. O maior exemplar do país está no Rio de Janeiro, medindo 25 metros de altura.
Baobá no Brasil
Há registro de Baobás no Ceará, Pernambuco, Rio de Janeiro, Goiás e Mato Grosso. Na Vila de Nossa Senhora do Ó, em Pernambuco, há um baobá com tronco de aproximadamente 15 metros de diâmetro e 350 anos de idade.

boaba-pernambuco
Fonte: Recreio. com.br (Em Pernambuco)
Fonte: Paginanua.wordpress.com
Fonte: espacolegal.net

Fonte: Malvados.blogger.com
Fonte: ensinarhistoria.blogspot.com

Fonte: Paginanua.wordpress.com
Fonte: acessoatual.com.br
Fonte: patriciatenorio.com.br
*Informações de Painel Florestal/adaptado fotograficamente

2 comentários:

  1. muito legal essa matéria essa arvore e muito legal e diferente, blog muito interresante vou visitar sempre !

    ResponderExcluir
  2. Muito bom aprender ! que Ser incrível o Baobá! grata.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.