Ads Top

Conheça a Engenharia Industrial Madeireira: grande aliada da engenharia florestal

Curso novo é parente próximo da Engenharia Florestal
  1. A Engenharia Industrial da Madeira é uma carreira tão desconhecida por muitos, pois foi trazida para o Brasil em 1999 e se mostrou muito importante no mercado de trabalho industrial por justamente a área industrial possuir a necessidade de formar um profissional com uma formação específica em colaborar no processamento e desenvolvimento industrial da madeira, coisa que cabia aos engenheiros florestais uma especificação a mais para poder atuar nesse setor.
     
  2. O Engenheiro Industrial da Madeira tem como o objetivo da sua formação a criação de novos produtos atuando dentro das indústrias de um gênero gerencial e tecnológico ocasionando um crescimento das áreas de consultoria, gerenciamento de projetos, logística, pesquisa e comercio internacional da madeira e abrem-se possibilidades de atuação em vários ramos relativos ao fornecimento de madeira e a mesma como matéria prima, focando bastante no desenvolvimento de novas pesquisas pelo fato da madeira não possuir características constantes, sendo um material muito complexo e exigindo assim um conhecimento bem empregado para que a tecnologia, o consumo humano e a indústria possam ter uma evolução sem que nenhuma das partes sofra danos principalmente o ambiente que é a fonte dessa matéria-prima fundamental.

    Usando assim também essa especialização para buscar ideias de melhor utilização da madeira, o uso racional da mesma, sua preservação e reflorestamento.
    A madeira é o principal produto desta Engenharia
  3. Sendo uma área da Engenharia, essa graduação em que o conhecimento da Matemática e da física são fundamentais para que o futuro profissional dessa área tenha afinidade com a profissão e com o curso, assim também como a Química que atua de forma fundamental para a produção de papel e celulose. As disciplinas são divididas em Química Geral e Inorgânica, Anatomia e Identificação da Madeira, Projetos de Indústrias Madeireiras, Celulose e Papel e Gestão de produção, dentre outras.
     
  4. Engana-se quem pensa que o curso de Engenharia Industrial da Madeira é uma graduação somente para homens, muito pelo contrário, pois o numero de mulheres que andam ocupando cadeiras nesse curso vem aumentando cada vez mais. Não há diferença entre mulheres e homens nesse ramo industrial. E o profissional graduado em Engenharia Industrial da Madeira pode buscar também o ramo das áreas administrativas, gestão e pesquisa e não só necessariamente com a produção de novos produtos na indústria. O mercado de trabalho está com vagas e possibilidades para essa área de forma crescente e a remuneração inicial é similar a outras áreas da engenharia sendo cerca de sete salários mínimos.
    Entenda Melhor a graduação e mercado de trabalho
    OLYMPUS DIGITAL CAMERA
    Responsabilidade no manejo de madeiras é desafio
    IMG2
       A madeira é, sem dúvida, um dos melhores materiais para se trabalhar. Ela é um excelente isolante térmico, acústico e elétrico, é versátil, moldável, suporta consideráveis pressões e era naturalmente bem distribuída pelo planeta. Essas características reunidas fizeram dela uma das matérias-primas mais utilizadas e democráticas da história humana.

         Conta ainda a favor da madeira o fato de ser um recurso renovável. Para entender isso basta imaginar o ciclo do carbono que se aprende na quinta série/sexto ano. Nele, o gás carbônico na atmosfera é absorvido pelos vegetais, o que inclui, obviamente, as árvores. E como o COtem aumentado geometricamente devido ao estilo de vida contemporâneo, esse ciclo, em teoria, não apresenta sinais de esgotamento, muito pelo contrário, ele aponta para um crescimento.
          E é justamente pelo potencial da madeira que se fez necessária a formação do engenheiro industrial madeireiro. Esse profissional é um especialista em lidar com tal matéria-prima em todas as suas formas e estágios de produção. É responsável também por garantir a sustentabilidade de sua exploração, planejando, junto com o engenheiro florestal, projetos de reflorestamento, a fim de preservar o meio ambiente e garantir o futuro dessa extração.
         É bom esclarecer que o engenheiro industrial madeireiro não é um marceneiro com curso superior, como muitos pensam (apesar de ser possível isso ocorrer). Na verdade, o engenheiro sabe “o que fazer” e o marceneiro “como fazer”, assim como um engenheiro civil e um pedreiro.

    Mercado de trabalho

       O engenheiro industrial madeireiro é um dos profissionais mais escassos do mercado, sendo, portanto, mão de obra cara e muito disputada pelas empresas. Seu trabalho é essencial para o aumento nos lucros das indústrias, pois, por conhecer a fundo a madeira, ele sabe como ninguém aproveitá-la ao máximo, produzindo mais com menos.
         Ele pode atuar em vários segmentos, dos quais os principais são:

    -  Tratamento Químico da madeira;
    -  Indústria de celulose e papel;
    -  Produção energética por biomassa;
    -  Produção de móveis e esquadrias (portas, janelas, portões, etc.);
    -  Assessoria técnica no setor madeireiro;
    -  Consultoria ambiental;
    -  Pesquisa de espécies mais adequadas para cada produto.

    Por ser um profissional raro no mercado, engenheiros de outras áreas por vezes ocupam seus cargos.

    Graduação

    IMG3
    Nos primeiros três a quatro períodos a maioria das disciplinas são as comuns a todas as engenharias (ex: cálculo, mecânica, estatística, etc).

    IMG4    Algumas universidades oferecem o curso com o nome Engenharia Industrial, ficando a cargo do aluno optar entre as habilitações “mecânica” ou “madeireira”. Segundo avaliação do MEC, os melhores cursos nessa área estão na UFPR , UFES e UNESP. As instituições credenciadas pelo Ministério da Educação para oferecer essa engenharia são:

    E as relações candidato/vaga das universidades melhor avaliadas pelo MEC são:
     
    UNIVERSIDADE CANDIDATOS/VAGA
    UFPR 3,39   (2013)
    UFES 0,17   (2012)
    UNESP 4,9     (2013)

    No exterior, o curso pode ser oferecido juntamente com a engenharia civil, chamando-se Engenharia Civil e Madeireira
    Fonte: Assimsefaz.com e engenhariae.com/Adaptado 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.