Ads Top

Vale a pena ler: 190 milhões de Engenheiros Florestais?


Infelizmente estamos vivendo diariamente um bombardeio de informações que nos levam a pensar que o novo código, silvicultura e reflorestamento é a destruição das florestas, quando na verdade é graças a silvicultura e aos reflorestamentos que estamos observando uma diminuição da pressão nos ecossistemas naturais.

Os dados do IBGE mostram anualmente um avanço da silvicultura e a consequente diminuição do extrativismo madeireiro.

Olhem ao seu redor e observem.
1) A mesa em que seu computador está apoiado? Madeira!
2) A cadeira em que está sentado? Madeira!
3) As portas e aberturas de sua casa? Madeira!
4) Os móveis em sua casa? Madeira!
5) No banheiro? Papel!

E poderíamos seguir com uma larga lista que levaria horas e horas, demonstrando a presença da madeira diretamente em nossa vida. Devemos somar a esta lista a presença indireta da madeira, como quando ela se torna energia para aquecimento, na siderurgia para citar apenas algumas entre tantas possíveis aplicações.

A pergunta deveria ser: De onde vem a minha madeira? Pergunta que não vemos ser feita.

Vocês já imaginaram como seria um país sem reflorestamento de Eucalyptus, Pinus, Acacia...??
Lhes asseguro que um País como o nosso, com vastas áreas nativas, garantiria com estas florestas a sua construção civil, de móveis, siderurgia, etc...

Vivemos em um mundo dependente de madeira! Têm sido assim desde os mais remotos tempos e não há um horizonte imaginável que passemos a viver sem madeira.

A Engenharia Florestal no Brasil é muito refinada, temos uma silvicultura invejada, um manejo diferenciado e um melhoramento avançado, tornando o Brasil um expoente na área. Hoje podemos bater no peito e dizer que chegamos em alguns locais a extraordinários e quase inimagináveis 100 m³/ha/ano de incremento médio.

Por trás destes valores temos um profissional muitas vezes esquecido mas de grande valor, o Engenheiro Florestal.

Os Engenheiros Florestais além de desenvolverem tecnologias novas na área de reflorestamentos e silvicultura, é o único profissional verdadeiramente capacitado para trabalhar com o Manejo Florestal Sustentável.

O Manejo Florestal Sustentável em uma linguagem simples nada mais é que: promover intervenções na Floresta Nativa de maneira a garantir um suprimento de madeira garantindo a sustentabilidade do sistema. 

Como garantir que isso aconteça? Uma resposta simples: Engenheiro Florestal.

O Engenheiro Florestal estuda durante 5 anos, formas de como medir a floresta, conhecer a sua estrutura vertical e horizontal, como se dá o crescimento da espécies, seus agrupamentos, a forma como se reproduzem, os impactos da floresta nos recursos água, solo e fauna.
A lição mais importante é aprender que todos estes fatores são dinâmicos, e que conservação não é sinônimo de estagnação.

O Engenheiro Florestal traduz o meio ambiente em números e estatísticas, podendo comparar, avaliar, demonstrar e garantir a sustentabilidade do sistema no tempo.

Acho que fica demonstrado de uma maneira simples o papel da silvicultura e reflorestamentos na conservação das áreas nativas, bem como o a importância do Engenheiro Florestal como profissional treinado para trabalhar com intervenções nas florestas naturais.

Dado isso passemos a reflexão:
Vocês já viram um Engenheiro Florestal operando o coração de alguma pessoa, ou explicando sobre se o medicamento X ou Y é o mais correto para tratar qualquer doença?
Vocês entregariam uma pessoa de sua família que esteja doente aos cuidados de um Engenheiro Florestal?

A resposta é: NÃO! Vocês obviamente buscariam um MÉDICO!

Perguntamos agora, porque você buscaria saber se o Código Florestal, os reflorestamentos são realmente bom ou ruim com Atores ou Figurões que não dedicaram anos de sua vida a compreender a complexidade dos ecossistemas? Não seria o mesmo que entregar um ente querido aos cuidados de alguém que não tem conhecimento para tal?

Se você realmente se importa com o Meio Ambiente, com as Florestas, deveria buscar um Engenheiro Florestal para se informar... do contrário é o mesmo que dizer que temos 190 milhões de Engenheiros Florestais espalhados no país.

190.000.000 dando opiniões pessoais, muitas vezes tendenciosas e o pior sem nenhum compromisso!

Não devemos entregar as nossas florestas a quem não tem competência para tratá-la com cuidado, é o mesmo que levar o seu filho doente para se tratar com o Joãozinho, que ACHA que ele tem determinada enfermidade... levemos a questão a quem tem CERTEZA!

Quando o assunto é FLORESTA quem tem CERTEZA é o ENGENHEIRO FLORESTAL.
Fonte: Artigo de Guilherme Ivanov/Painel Florestal

Um comentário:

Tecnologia do Blogger.